26 de fevereiro de 2012

Paralisia do Sono e Espiritismo


A paralisia do sono é muitas vezes associada ao espiritismo. Esta é uma ideia errada, pois atribui-se causas fantásticas a um simples erro neuro-fisiológico que ocorre durante o processo do sono. Dizer que é um exagero, é dizer pouco. No entanto, devido à metafísica que rege o pensamento humano há vários milénios, esta concepção do distúrbio da paralisia do sono acaba por ser compreensível. Podemos dizer que não é ignorância, é uma fatalidade. Os mundos distintos dos físicos, que nasceram de simples contra-sensos psicológicos, tornaram-se mundos por direito próprio na linguagem humana e nos seus padrões de pensamento. Cumpre a cada indivíduo não se deixar levar por esses contra-sensos e manter-se fiel à realidade física.

O espiritismo sempre esteve envolvido em controvérsia, mas muitos podem ficar surpreendidos ao saber que foi somente em 1848 que o fenómeno espírita se tornou tal e qual como o conhecemos atualmente, devido ao relato das comunicações feitas na casa da família Fox, em Hydesville (Estados Unidos). Tudo começou quando as irmãs Kathie e Margret Fox revelaram que a 31 de Março de 1848 entraram em contato com um espírito através da utilização de um alfabeto de batidas. As duas jovens criaram, então, um código pelo qual estabeleciam a comunicação com os espíritos. Uma batida queria dizer "sim" e duas "não", havendo ainda outros sinais que simbolizavam letras ou palavras. Ao que parecia, a comunicação estava a ser estabelecida com um espírito de um homem que tinha morado na casa que habitavam e que fora assassinado.

Esta técnica inovadora das batidas, criada com as irmãs Fox, despertou interesse na vizinhança, para, depois, se espalhar muito rapidamente pela costa Leste dos Estados Unidos. Começaram, desta forma, a formar-se círculos que queriam entrar em contato com os mortos através desse método. Como forma alternativa, passaram a ser usadas mesas e copos para se estabelecer a comunicação desejada. Também algumas pessoas mais "sensitivas" começaram a ter o papel de médiuns. O sucesso instalou-se e rapidamente estas práticas se difundiram na Europa. As duas irmãs deram muito da sua vida à atividade como médiuns nos Estados Unidos e em Inglaterra. Outros médiuns começaram a dedicar-se também a espalhar as práticas espíritas e, assim, o movimento começou a ser difundido em maior escala.

O mais engraçado desta história é que as irmãs acabaram por confessar, em 1888, que tinham provocado as batidas em Hydesville por meio das articulações dos joelhos e dedos dos pés. Contudo, os seguidores do espiritismo não acreditaram no desmentido, que consideravam ser uma mentira esfarrapada sob o efeito do álcool. Isto demonstra que é impossível demover os crentes das suas crenças, mesmo quando estas são desmentidas pelas próprias pessoas que as originaram. As pessoas querem acreditar, não querem provas nem explicações lógicas. Quem ficou a ganhar com tudo isto foram os médiuns, que são apenas charlatães que utilizam a técnica da "leitura a frio" para fazerem as pessoas crer que os seus familiares falecidos estão a tentar estabelecer uma comunicação.

Tudo o que vemos e ouvimos de estranho durante um episódio de paralisia do sono não possui existência concreta, são apenas imagens oníricas que se apresentam à nossa consciência porque temos uma parte do cérebro ainda mergulhada no sono REM. Estamos a sonhar e acordados ao mesmo tempo, e tal estado, como é óbvio, só pode produzir percepções bizarras. As causas e os efeitos da paralisia do sono limitam-se ao mundo físico, não é necessário recorrer a ideias incríveis para explicar algo que não necessita de grandes explicações. Nesta matéria não precisamos de um médium ou de um sacerdote, precisamos apenas de um médico.

45 comentários:

  1. Concordo com você, para tratar a paralisia do sono só precisamos de um médico, não precisamos dessas coisas do espiritismo.

    ResponderEliminar
  2. Vocês dizem isso porque não passam pela experiência que eu passo. Toda vez que tenho essa "paralisia" sinto a presença demoníaca, certo dia resolvi deixar essa coisa entrar em meu corpo e senti uma espécie de facada dada pelas costas. Acordei como se ainda tivesse com a faca dentro de mim com dores insuportáveis e com a boca sangrando. Fui em diversos médicos e não foi identificado nada. Cheguei a pensar que estava ficando louco e até mesmo em coisas demoníacas. Aprendi a controlar isso aos poucos, mas muitas vezes ainda sinto essa presença horrível, não sou evangélico, mas toda vez que tenho isso peço pra Deus me livrar. Hoje isso está menos constante, mas já foi pior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://www.youtube.com/watch?v=t7uORTzSOhc explicação.

      Eliminar
    2. Pode ter sido apenas alucinações.

      Eliminar
    3. Estás de brincadeira com este vídeo babaca! Quero ver evidências e não conjecturas...

      Eliminar
    4. REALMENTE SO SABE QUEM PASSA

      Eliminar
  3. Acho que você deveria se informar melhor antes de afirmar certas coisas como "foi somente em 1848 que o fenómeno espírita se tornou tal e qual como o conhecemos atualmente, devido ao relato das comunicações feitas na casa da família Fox".

    O fenômeno espírita do qual você fala nada tem a ver com esse caso, até por que, tivesse sido essa a origem e sendo um verdadeiro fenômeno, os Estados Unidos, por lógica, seriam hoje um dos países mais espíritas do mundo, o que está longe de ser verdade.

    Nenhum espírita se baseia ou considera esse acontecimento para sustentar sua crença. Se baseiam nas obras de Kardec, que nasceu na França em 1804 e morreu em 1869 e já tinha codificado a doutrina anos antes de duas adolescentes americanas brincarem de ocultismo.

    O que quero dizer é que, mesmo que você não acredite no espiritismo, o caso das irmãs Fox, fraude ou não, nada tem a ver com as origens, crenças ou o que quer que seja da doutrina e portanto não pode ser usado como argumento para derrubá-la.

    Sobre a paralisia do sono ser de origem espiritual ou fisiológica, cada um pode ter sua opinião e crença e buscar a ajuda na forma que preferir. O espiritismo não tem a pretensão de se sobrepor a ciência e sim de reafirmá-la e completá-la.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O espiritismo não segue o método científico, logo nada tem a ver com ciência. O espiritismo não completa a ciência. A ciência é séria, o espiritismo é uma invenção.

      Eliminar
    2. A ciência também é uma grande invenção. Uma das melhores invenções do ser-humano.

      E espiritismo também é sério.

      Eliminar
    3. Isso é ridículo eu já tive essa experiencia várias vezes e nunca senti presença demoníaca nenhuma.

      Eliminar
    4. depende muito da perspectiva do indivíduo quanto ao que se sente, a sua doutrina é um dos maiores contribuintes para se afirmar algo. Mas a verdade é, que a ciência trabalha com experimentações resultando as comprovações e o sobrenaturalismo trabalha com suposições, delírios ou até mesmo ilusões, projeções que a mente venha definir algo como sobrenatural. Acontece que o pensamento humano é traiçoeiro e muitas das vezes ele te engana o fazendo pensar que uma coisa pareça ser absurda de mais para ser "normal".

      Eliminar
    5. Lembre-se... Espiritismo engloba: Ciência, Filosofia e Religião =) o espiritismo também estuda a matéria...

      Eliminar
    6. Eu respeito a forma de todos pensarem mas, falar que o espiritismo é fraude é não se informar e se basear apenas em fenômenos isolados, pois a doutrina espírita não nasceu de Allan Kardec ou das irmãs Fox, a cultura dos espíritos existem a milênios! Apenas foi codificada por Allan kardec. Quem critica o espiritismo apenas pela psicografia ou experiências fora do corpo se engana e se equivoca. O espiritismo e a ciência andam lado a lado, para melhor compreender o que digo leia os livros A GÊNESE e O LIVRO DOS ESPÍRITOS, uma das obras de Allan Kardec; lá vocês vão entender que o espiritismo é mais do que fenômenos sobrenaturais! Os fenômenos sobrenaturais são a parte menos importante para essa abençoada doutrina! Obrigado a todos.

      Eliminar
    7. Que perfeição essa seu texto. Parabéns

      Eliminar
  4. Vai fazer tratamento em um bom centro espirita, isso e problema espiritual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A paralisia do sono é um problema fisiológico, nada mais do que isso.

      Eliminar
  5. Sofro do fenômeno desde o início da adolescência, tendo já superado as explicações místicas e esotéricas. Tenho certeza que trata-se de algo fisiológico, até mesmo porque, caso fosse uma força maligna a nos atacar, muitos dos que são acometidos pela paralisia já estariam mortos, não acham?
    Tento, atualmente, desenvolver uma técnica que conduza a experiência ao chamado sonho lúcido, pois dizem alguns que não há momento melhor do que durante a paralisia para entrar consciente no mundo onírico!

    ResponderEliminar
  6. acredite quem quiser ou melhor pesam para ver e sentirem os que não acreditam, eu por exemplo sou já passei e por vezes ainda passo certas noites infernais e aterrorizantes como vitima dessa paralisia do sono que para piorar vem acompanhada de alucinações horríveis, presença demoníaca. não sou religioso, mas com aguda de certas pessoas amigas, espíritas, consigo tentar controlar a situação. não serve como experiência da vida e muito horrível e aterrorizante.

    ResponderEliminar
  7. Anna, obrigada!

    E, além de tudo isso que nossa amiga citou, tem o fato de que o espiritismo não separa o 'fisiológico' do 'espirito', na verdade defende que ambas as partes estão ligadas. Ou seja, uma doença completamente física pode ter ligação com algum problema espiritual, pelo perispírito.

    É muito complicado criticar algo sem conhecer completamente.

    Outra coisa, minha gente. Não existem demonios do Espiritismo. Isso é coisa católica.

    ResponderEliminar
  8. O espiritismo é uma mentira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E sua mente é pequena.

      Eliminar
    2. Como disse Carl Sagan: "Devemos manter a nossa mente aberta, mas não ao ponto de o cérebro cair".

      Eliminar
  9. Também sofro fo problema. Sou católico, respeito outras religiões, mas seja um fenômeno físico ou espiritual, acredito que uma coisa não se desvincula de outra, portanto vou tratar de procurar um médico, mas continuarei pedindo a Jesus que me livre desses momentos difíceis durante o repouso. Saúde a todos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. S.F.C.L 24 DE JANEIRO DE 2013.Concordo com vc anonimo.Sou católica,quando estou em sofrimento na paralizia do sono,eu oro a Deus pedindo que Ele tenha misericórdia de mim.Ante de dormir,peço a Ele que me proteja e vele pelo meu sono.Abraços a todos com muito ágape

      Eliminar
  10. passei por isso 1 vez e veio seguido de um barulho terrivel toda vez que eu fechava os olhos para dormir...isso durou uma noite, assim que fui dormir com minha mae e ela orou muito, passou....porem depois disso comecei a desenvolver depressao e o mais estranho, conheco duas pessoas que relataram a mesma coisa e depois desenvolveram depressao e sindrome de panico. gostaria de saber qual a relaçao disso.

    ResponderEliminar
  11. Passo por isso a muitos anos.. teve ano que eu tinha toda quarta-feira tinha medo de me preparar para dormir. pois só acontece assim na hora de eu pensar em ir dormir.. tive varias visões alucinações naõ sei. só sei que não deve ser coisa boa pois o medo e ruim de mais a sensação de alguma coisa perto de vc de falar co vc de até tocar em vc e muito ruim. então para mim existe sim uma força que os medicos a ciencia não sabe explica. Adriano Lopes RJ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Possivelmente, reflitir consigo mesmo a partir dos relatos comuns de quem já tem paralisia do sono e a partir dos relatos médicos é uma boa prática: é razoável serem estas alucionações, visões, tremores e etc., serem totalmente frutos da mescla deste estágio profundo de sono com a realidade que vivemos? Eu acredito que sim na seguinte linha de pensamento: após atingir um dos primeiros estágio da paralisia, onde se constatam os primeiros sintomas fisiológicos como a imobilidade, formigamento, pressões internas ou externas em partes do corpo, é natural (talvez até mesmo pura consequência) que o indivíduo, acometido pelo estado de insuficiência em que se encontra, desenvolva o sentimento de medo. Também é razoável, dado que você também está "dormindo", que utilize este sentimento para alimentar sonhos, digamos, bizarros. Com certeza dominar este processo é para poucos e deve envolver treino e serenidade na medida do possível.

      Eliminar
  12. Olá Elias, queria lhe perguntar algumas coisas, estou praticando algumas tecnicas energeticas, disponiveis gratuitamente, e queria que você me disesse qual as informações que voce tem a respeito da espiritualidade de Chico Xavier? Qual sua religião? O que você acha de eu prosseguir energeticamente com o aprendizado da viagem espiritual, ou projeção da consciencia?
    Obs. Não sou espírita e não pertence a alguma religião.

    ResponderEliminar
  13. Sofro demais com isso. Isso acontece comigo algumas vezes ao mês.

    ResponderEliminar
  14. já passei por isso várias vazes. E sempre tenho a sensação de alguma força maligna puxando meu espirito. Como este está fora do corpo, vc não tem domínio sobre o seu ele. Quando já sinto essa presença, digo te repreendo em nome de Jesus 3 vezes. Ao término da contagem volto direto p meu corpo. Interessante é que na maioria das vezes quando isso acontece o relogio bate 3hs da manhã. Isso só nos mostra que o demônio existe, e q Deus é muito mais poderoso!

    ResponderEliminar
  15. depende muito da perspectiva do indivíduo quanto ao que se sente, a sua doutrina é um dos maiores contribuintes para se afirmar algo. Mas a verdade é, que a ciência trabalha com experimentações resultando as comprovações e o sobrenaturalismo trabalha com suposições, delírios ou até mesmo ilusões, projeções que a mente venha definir algo como sobrenatural. Acontece que o pensamento humano é traiçoeiro e muitas das vezes ele te engana o fazendo pensar que uma coisa pareça ser absurda de mais para ser "normal".

    ResponderEliminar
  16. Já tive a experiência várias vezes. As presenças que sentia durante a paralisia só eram aterradoras porque não sabia do que se tratava. Procurei saber e descobri que há uma explicação neurofisiológica. Agora até passei a achar piada às sensações que, por mais aterradoras que pareçam, já não me assustam pois já sei o que é. Que necessidade temos de inventar explicações para aquilo que a ciência já explicou? Só mesmo para quem gosta de se entreter com fantasias...

    ResponderEliminar
  17. Também tenho esse problema "paralisia do sono" e também cheguei a pensar que estivesse ligada à questão espiritual, mas depois de pesquisar vi que era um problema neurológico. É realmente difícil, só quem passa por esse problema é capaz de entender seu processo. Agora consigo lidar melhor com isso. Gostaria que meus companheiros que sofrem desse mal ficassem tranquilos, pois quanto mais alarde é pior, mas não gostaria que isso se transformasse em uma discussão a ponto de envolver uma religião que procura o bem e a ajuda ao próximo. Em primeiro lugar vem o respeito, a prática religiosa é livre, o julgamento está atrelado ao preconceito e em pleno século XXI ter preconceito é sinônimo de atraso muito grande. Precisamos evoluir, deixemos que o bem prevaleça, ajudando-nos uns aos outros, isso é o que conta. Um abraço a todos. Maria Ap.

    ResponderEliminar
  18. Tenho esse problema desde criança e adquiri uma técnica por conta própria, de rezar e mover os dedos dos pés. Funciona comigo, consigo sair da paralisia assim. Ela sempre vem com um zumbido no ouvido, esteja eu começando o sono ou acordando. E sempre sinto meu peito apertando. Mas da última vez foi mais aterrador, pois senti que me sufocava. Acredito que seja neurológico sim, mas vou continuar com minha tática.

    ResponderEliminar
  19. sofro com isso tambem, quando criança achava angraçado mas agora tenho medo

    ResponderEliminar
  20. 1° meu caro, é que você teem que estudar mais, e sair dessa profunda ignorância..
    2° Você nao sabe nem o terço das situações que ocorrem por este planeta.
    3° O espiritismo estuda: Ciencia, religiao e filosofia...
    Tenho paralisia do sono, há muito tempo, ja passei por experiencias que você jamais acreditaria..

    ResponderEliminar
  21. eu tive a pouco dias uma paralisia do sono estava deitada em pouco comecei a sonhar com meu irmão e eu e uma terceira pessoa que só via o vulto e a pessoa mandou agente se chicotear e rodar e fui rodando cada vez mais e não sentindo mais o chicote e o vulto perto de mim e até que ele me derrubou eme segurou forte e não enxergava mais nada ai fiquei forçando para se soltar e consegui abrir os olhos estava dentro do meu quarto me via deitada e não conseguia me mexer minha boca ficou travada, tentava chamar minha mãe e a voz saia baixa e torcida e aquele peso em cima de mim e até que lembrei de Deus e falei "Sangue Jesus tem poder". Ai se soltou de mim aquele peso como se alguem tivesse segurando uma bola em baixo da agua e soltasse. Foi um senssação muito ruim.Queria saber o que poderia ser.

    ResponderEliminar
  22. Li o seu texto e apesar de não concordar com você eu acredito que devemos investigar e questionar e ter senso crítico perante as coisas. Eu já tive várias experiências fora do corpo, já tive diversas paralisias do sono, eu não tenho religião e sou um cara que tendo ver as coisas pelo lado mais racional possível. Eu quando comecei a ter essas experiências me assustava muito, acordava assustado e ficava intrigado com essas experiências, depois que eu comecei a estudar a conscienciologia pude entender pelo lado espiritual o porque acontecia essas experiências, e pelo lado científico também. Eu pretendo sair do corpo e tentar provar a veracidade dessas experiências, quero verificar se são apenas alucinações ou se viagem astral e sonhos lúcidos são coisas distintas. Até agora não consegui provar nada, já tive vários sonhos lúcidos e foram ótimos sonhos, simplesmente fantástico, só por isso vale muito a pena tentar entrar em paralisia para desfrutar dessa liberdade. Eu só gostaria de relatar ao pessoal aí que posta em comentários relatos como provar da veracidade das projeções. Relatos não servem como provas para a ciência, por mais fantástico que o relato seja e por mais detalhista possível mesmo assim são só relatos. Na realidade nunca vão provar essa experiência em laboratório, mesmo se a pessoa sair do corpo e acertar números ou outra cosia, vai provar para a pessoa e não para o mundo.

    ResponderEliminar
  23. Queria q isso fosse somente alucinações, mas se eu estiver em casas diferentes as visões tbém são diferentes, tipo na minha casa são as mesmas visões, na minha vó são outras que se repentem apenas lá e por ai vai, as vezes quando consigo acordar disso tento durmir dnovo e acontece novamente, mas quando tipo falo pro meu marido o q está acontecendo, pra ele ver como eu fico na paralisia, ela simplesmente não volta. Vi algumas imagens de gente q desenhou o que viu na paralisia, e pude perceber várias q eu tbém já vi, como pode pessoas diferentes ter as mesmas alucinações, sendo q isso começou comigo em 95, nem tinha televisão direito na minha casa. E muitas dessas pessoas nem tinham nascido?? Bom poderia ficar aqui por horas contando minha experiência e apesar desse post ser antigo precisava falar um pouco. Queria q a ciência tivesse certa, pois assim um remedinho me traria paz, infelizmente comigo não funcionou. boa tarde!!

    ResponderEliminar
  24. Eu passo por episódios parecidos, mas não sei dizer se posso caracteriza-los como paralisia do sono, por exemplo, eu não sinto falta de ar, e da ultima vez que tive esse pesadelo horroroso, na madrugada de ontem (03/07/2015), conseguia orar e ouvir minha voz que foi silenciando aos poucos. Fora isso, fui pega pelo pescoço por algo que parecia ser um homem, não senti falta de ar, mas senti meu corpo flutuar... Eu quero muito acreditar que isso foi um episodio de paralisia do sono, mas não senti falta de ar, e então? O que devo pensar? Por via das dúvidas chamei muito por Deus e foi Ele quem me atendeu, acordei muito assustada, apesar de não ter sido a primeira vez que isso aconteceu.

    ResponderEliminar
  25. GENTE, PASSEI ALGUMAS VEZES POR ISSO, É TERRIVEL, ESTOU DORMINDO E SINTO QUE ALGO TENTA ENTRAR DENTRO DO MEU CORPO, TENTO GRITAR MAS A VOZ NO COMEÇO SAI MICROFONIZADA E DEPOIS PERCO A VOZ, MAS GRAÇAS A DEUS CONSIGO ORAR O PAI NOSSO EM PENSAMENTO E PEÇO A ELE QUE TIRE AQUILO DE MIM, FALO QUE NÃO QUERO, AI VAI EMBORA, EU ACORDO ASSUSTADA E COM MEDO DE DORMIR DINOVO, MAS DURMO.
    ESSA MADRUGADA, DORMINDO COMEÇEI A FICAR EXCITADA, ESTAVA DE BARRIGA PARA CIMA, SENTI UMA MAO TAMPANDO MINHA BOCA E ALGO PRENDENDO MINHAS PERNAS, COMO SE QUISESSE ME ESTRUPAR, EU TENTAVA ME SAIR E NÃO CONSEGUIA, AI COMEÇEI A ORAR EM PENSAMENTO, ALGUNS SEGUNDOS DEPOIS ACORDEI.DIZEM QUE É PARALISIA DO SONO, MAS NA VERDADE NÃO SEI O QUE É.

    ResponderEliminar
  26. Se eu fizer o meu relato todos acreditarão que tem a ver com espiritismo. Quando na penumbra essa coisa se manifestava em mim... e eu queria gritar ao meu marido para me ajudar, mesmo sabendo que ele estava dormindo ao meu lado eu não conseguia, e quando conseguia num soco (digamos assim) a sair da transe e falar com ele sobre o ocorrido o mesmo dizia que ele havia sentido a mesma situação, no mesmo momento. Isso aconteceu a primeira vez em nossa lua-de-mel em 1970, e depois ao menos 2 vezes ao ano por 43 anos. Ele faleceu há cinco anos. E depois disso não mais me ocorreu nada. Mas a cada vez uma estória, porém, sempre essa coisa feia, monstruosa (a quem eu lutava para não entrar em meu ser) queria me possuir sexualmente, um horror. Até para rezar eu sentia dificuldade vez que havia uma luta corporal. Na minha lua-de-mel, foi terrível. Agora como explica ser físico se acontecia comigo, e por vezes com meu marido e quando um de nós conseguíamos despertar o mesmo episódio acontecia com o outro no mesmo momento.Explique aí, alguém se puder?

    ResponderEliminar